Categoria

destaques

Social Media

Diversificação das redes sociais

11/06/2014
blog-diversificação-redes-sociais

Todos os meios têm funcionalidades ideais para um determinado tipo de empreendimento

Muitas empresas focam apenas em Facebook e Twitter, pois têm a ideia de que essas são as únicas redes sociais que surtem efeito nos internautas. Porém, há outros ótimos meios para chamar atenção do público alvo – que, hoje, estão em todos os canais -, por isso, é importante conseguir acompanhá-los em todas as redes.

Continue lendo

Social Media

Como lidar com as crises em mídias sociais

09/06/2014
http://www.dreamstime.com/stock-images-social-network-image20529914

Toda empresa grande ou pequena está sujeita a crises nas mídias sociais. Esse fator é, na verdade, um dos motivos para as empresas temerem tanto essas redes, mas estar ausente não garante neutralidade. Até mesmo empresas sem participação ativa nas mídias sociais podem estar sofrendo ataques sem nem ao menos perceber e pior sem poder se defender.

Já que as crises vão acontecer é preciso estar preparado e ter um pré-plano de ação. Claro, cada crise possui aspectos diferentes e precisa de cuidados especiais, mas alguns procedimentos são universais e podem te ajudar a começar.

1-    Monitore todas as redes

Pode até parecer óbvio, mas é importante mencionar. Monitorar a rede e o primeiro passo para uma estratégia de Social Media. Olhe todos os sites de notícias, Twitter, Facebook e blogs. Você precisa estar em todos os canais que a sua marca estiver.

2-    Resolva os problemas enquanto eles são pequenos

Sempre elimine o problema o mais rápido possível. Ignorar um cliente pode gerar uma bola de neve. Se um insatisfeito se manifesta ele pode acabar trazendo outros com o mesmo problema e se isso é ignorado fere muito a imagem da empresa, mostra desleixo, descaso e falta de compromisso com o consumidor.

Lembre-se agir rápido não significa agir de qualquer jeito. Sua resposta nunca deve ser impensada ou precipitada. Tudo demanda planejamento, se possível é bom entrar no perfil do reclamante para tentar descobrir quem ele é e qual a melhor forma de aborda-lo.

3-    Assuma seus erros

Ignorar o óbvio é um pecado que nenhum departamento de Social Media pode cometer. Ficar negando um erro na frente do cliente não surte efeito positivo nenhum e ainda acaba o enfurecendo.

É melhor dizer que está investigando o problema e buscando a melhor maneira de soluciona-lo do que negar. Dê atenção, respeito e um feedback honesto para o consumidor, não adianta dizer que vai apurar e deixar por isso, o cliente cobrará uma posição até que ele esteja satisfeito. Assuma seus erros e também suas promessas.

Uma crítica negativa pode ser boa para sua empresa, se você souber trabalhar com ela. As críticas te ajudam a sanar problemas, estabelecer a confiança do cliente, porque mostram que você corre atrás de soluções e ainda melhoram a gestão de Social media.

4-    Não martele na mesma tecla

É importante não ficar se vangloriando. Se um cliente reclamou, você explicou e provou que era só um mal entendido o assunto acaba ai. Não fique postando a semana inteira em cima do mesmo assunto, isso só aumenta as chances dele reacender e causar desentendimentos.

5-    Permaneça na mesma rede social onde a crise começou

Um grande erro é responder o cliente por outros lugares. Se a polêmica começou no Facebook responda no Facebook. Não solte um press release na mídia, nem mande nada no e-mail pessoal sem antes avisar.

Agir em outras redes não ameniza crise, pelo contrário, a espalha. Não leve a discussão para mídias que ainda estão livres de acusações, isso só suscita mais controvérsia.

6-    Prepare-se para lidar com o problema off-line

Os problemas podem ir aumentando e uma conversa no Facebook ou no Twitter pode não ser mais o bastante. Nesses casos específicos dê um número de telefone ou um e-mail para ser mais fácil chegar em um acordo.

7-    Informe a todos sobre o problema

Os funcionários podem ajudar a amenizar a crise, mas eles precisam saber do que se trata. Por isso, informe todos da organização sobre o problema e traga os funcionários para o seu lado.

Cada crise nos ensina um pouco, sobre o que não fazer, como lidar com as pessoas e qual a melhor maneira de gerenciar todas as mídias. Por isso, quando contratar uma agência de marketing Digital escolha uma com experiência no mercado. Fale com a Agência RS!

 

 

E-commerce

A base: Plataforma de e-commerce

06/06/2014
Blog-plataforma-de-ecommerce

A importância de uma boa plataforma de e-commerce

Ao dar início a sua loja virtual é necessário escolher uma plataforma. Algumas empresas pensam que podem escolher qualquer uma para depois de certo tempo mudarem, porém, não é tão simples assim e essa transformação pode causar dores de cabeça.

Continue lendo

E-commerce

Taxa de rejeição, o que é e como alterá-la?

04/06/2014
blog-tx-rejeição

Alguns aspectos influenciam nos cliques dos internautas, por isso é importante saber como manuseá-los.

Em algumas ferramentas – como Google Analytics e Woopra – é possível saber quando uma pessoa entra no seu site e não visita outras páginas, ficando apenas no início. A porcentagem de internautas que fazem isso é chamada de taxa de rejeição (Bounce Rate em inglês), na qual é possível verificar a possibilidade da página ter erros. Por exemplo: de 100 pessoas que acessam sua tela principal, 45 saem dela sem ter acessado outra página. Assim, o seu empreendimento digital tem de taxa de rejeição 45%.

Continue lendo

E-commerce

A importância da velocidade do e-commerce

03/06/2014
http://www.dreamstime.com/royalty-free-stock-photos-e-commerce-button-modern-computer-keyboard-image31471848

Dentre as estratégias de conversão tem uma que às vezes é ignorada, mas faz uma diferença enorme no seu e-commerce, a velocidade de resposta. Nada adianta ter uma loja linda, com um catálogo imenso de produtos, design com apelo emocional e várias opções de pagamento se a página não carrega. A performance do e-commerce é fundamental para a conversão.

Para entender a importância disso, basta pensar em quantas vezes você já abandonou uma pesquisa ou um site porque estava demorando muito para carregar, no fim você acaba até se irritando com a empresa.

O tempo de resposta do site tem impacto direto nas vendas, se o site está lento ele se torna um ralo de oportunidades de conversão.

Veja abaixo alguns dados muito importantes sobre a velocidade do e-commerce

-As taxas de abandono da página aumentam se o tempo de resposta demora entre um e quatro segundos;

-A velocidade de carregamento do smartphone deve ser igual ao do site no desktop

-79% dos compradores, vão evitar fazer compras em uma página lenta e desagradável

-Estudos mostram uma melhora de 10% para cada segundo na melhoria da velocidade.

Todas as páginas precisam ter a mesma velocidade de resposta

O ideal é que todas sejam rápidas para que o cliente não queira abandonar o site. Mas as páginas de pagamento devem ser prioridades, porque ainda existe muita insegurança dos clientes nas compras pela internet. Por isso, se a página de pagamento for muito lenta pode gerar desconfiança no consumidor, fazendo ele desistir da compra.

O que se pode fazer para melhorar a velocidade do e-commerce

Conheça sua velocidade

Antes de tudo é preciso saber a velocidade do seu site, para isso o ideal é usar o Speed analyze e outras ferramentas de mensuração. O departamento de SEO usa muito essa ferramenta, porque um dos critérios do Google para a classificação na busca orgânica é a velocidade de resposta do site. Desde 2009 o Google começou a dar grande importância para a velocidade de resposta, por isso fique de olho nesse critério.

Escolha bem a hospedagem do e-commerce

Existe uma grande variedade de escolhas na hora de decidir onde hospedar seu site, por isso é importante a assessoria de uma agência. A hospedagem vai fazer muita diferença no desempenho do seu site e alguns lugares conseguem ser mais rápidos que outros, por causa dos ISPs e de um balanceamento de carga mais eficiente.

Otimização de conteúdo

Tudo na internet tem um tamanho apropriado, por isso usar imagens muito grandes achando que vai melhorar seu site, pode ser um tiro no pé, porque elas vão deixar a página lenta. Não só o tamanho, mas a quantidade de imagens também precisa ser observada. Grandes arquivos em Java que precisam ser baixados também prejudicam a velocidade.

Para resolver esses problemas, é necessária uma equipe capacitada que detecte e solucione tudo.

É preciso ficar atento a tudo, porque o tempo de carregamento da página pode prejudicar muito seu e-commerce antes mesmo que você perceba. Para identificar e corrigir todos os problemas é necessário ter uma equipe experiente e capacitada! Quer melhorar suas conversões no e-commerce e ter uma agência experiente trabalhando com você? Fale com a Agência RS!

 

Marketing de Conteúdo

O marketing de conteúdo no pós venda

30/05/2014
MKT-Conteudo-pos-vendas

Como essa estratégia pode colaborar para uma boa relação entre a empresa e o cliente.

O Marketing de conteúdo não estimula apenas as vendas como também atrai os clientes no pós venda. Você deve estar se perguntando como isso funciona. A seguir explicaremos o motivo pelo qual é importante ter marketing de conteúdo em todos os momentos, inclusive após a conversão (compra).

Com conteúdo exclusivo e ferramentas que abram um canal de comunicação com o cliente é possível criar uma estratégia para que o internauta confie em sua marca e tenha laços de confiança com seus produtos e informações. Os conceitos que podem ajudar a alcançar esses objetivos são:

  • Abra inscrições para cursos sobre temas relevantes ao negócio (presencialmente ou à distância), assim, haverá uma relação além de compra e venda, pois você estará fornecendo aprendizados para seus clientes, o que é muito valioso. 
  • Crie espaços para seus internautas fazerem perguntas e tente ser ágil para responder. Isso fará com que confiem mais na sua marca, pois um atendimento rápido e eficiente inspira tranqüilidade aos consumidores. 
  • Os seminários, mesmo sendo um canal de apenas uma mão, são ótimos para estabelecer conexão entre um ou mais representantes da marca e clientes interessados no tema da discussão. Nesse veículo há a possibilidade de você tirar dúvidas e passar informações originais sobre um determinado assunto. (Webinars) 
  •  Elabore relatórios sobre áreas do seu segmento. Assim, poderá passar para os internautas seu nível de experiência, fazendo com que eles te vejam como referência e respeitem a empresa. 
  • Envie boletins informativos com temas interessantes. Se possível pesquise o perfil do internauta através dos dados armazenados e envie newsletters específicas que irão atingir o foco do cliente. 
  • Teasers: técnica utilizada, muitas vezes como um dos recursos iniciais de uma campanha publicitária. Ela pode ser veiculada por qualquer mídia publicitária para aguçar a curiosidade do cliente e nela pode ser inserido o botão “saiba mais”, pois aquele conteúdo é apenas uma prévia. 

A maioria dos softwares de CRM (Customer Relationship Management) abrange os produtos que seus clientes mais compraram e interesses que eles podem ter, traçando assim, um perfil para cada consumidor. Isso será usado para sua marca conseguir segmentar o conteúdo e passar informações relevantes para cada pessoa, fazendo com que ela fique satisfeita e se sinta exclusiva.

Essas técnicas são importantes para você formar a comunidade que irá passar as mensagens da sua marca para outros internautas e despertar neles o interesse em conhecer sua empresa e seus serviços. Por isso é necessário ter uma boa relação com seus consumidores, tirando dúvidas e realizando projetos que acrescentem à experiência deles com o seu negócio. Manter os meios de comunicação ativos através do marketing de conteúdo pode ser um dos caminhos para beneficiar a imagem da sua empresa! Então, não deixe de aproveitar essa oportunidade!

E-commerce

Veja como a análise SWOT pode ser útil no seu e-commerce

27/05/2014
http://www.dreamstime.com/royalty-free-stock-photo-swot-image14475605

Já ouviu falar de análise SWOT? Ela é uma estratégia para monitoramento interno e externo. SWOT é uma sigla para quatro palavras em inglês Strengths (pontos fortes), Weaknesses (pontos fracos), Opportunities (oportunidades) e Threats (ameaças). Se a empresa conseguir analisar esses quatro aspectos, ela terá um panorama do cenário e conseguirá descobrir quais são as melhores estratégias para tomar. Continue lendo

Marketing Digital

O que são cookies

26/05/2014
cookies

Já parou para pensar em como o seu e-mail fica gravado em algumas páginas ou em como anúncios de lojas que você visitou aparecem no seu navegador a todo o momento? Os responsáveis por isso são os cookies. Eles são a peça-chave para essas ações ocorrerem.

O que são cookies

Os cookies são arquivos de texto gerados toda vez que você entra em um site. O que o cookie vai fazer depende muito das informações que o site precisa armazenar pra cumprir suas obrigações.

A maioria dos sites se contenta em armazenar informações básicas, o endereço de IP e algumas preferências. Outros sites já conseguem reter mais informações, como o login e a senha dos usuários.

De maneira geral, os cookies são usados para armazenar informações sobre quem entra no site.

Como funcionam os cookies

Assim que você entra em um site ele cria um cookie no seu navegador. Por isso, toda vez que você voltar a esse site o cookie será reenviado até que ele perca a validade.

O que é a validade de um Cookie

Um cookie sempre tem um prazo de validade, mas isso vai depender de site para site. Isso quer dizer que se você ficar um mês sem entrar em um determinado site pode ser que suas preferências naquele local se apaguem.

Na maioria dos sites não existe risco algum em manter cookies por um longo período de tempo. Os dois únicos problemas são com sites que pedem senhas e logins, porque podem permitir que outros usem seus dados. Além disso, uma quantidade muito grande de cookies pode acabar deixando seu navegador mais lento.

Cuidados com os cookies

Os cookies devem ser evitados em computadores compartilhados, por causa do armazenamento de dados de contas (e-mail, facebook, bancos, etc). Eliminando-os você remove o risco de alguém utilizar seus dados no mesmo computador.

Como o Google usa os cookies

O remarketing do Google é feito através dos cookies. Além dele, o analytics também realiza algumas ações devido a presença deles. Analisar desempenho e exibir anúncios para um público segmentado só são possíveis devido aos cookies.

O acompanhamento de conversões do AdWords também é feito através dos cookies armazenados no navegador. O cookie do Google costuma durar até 30 dias.

Quer saber mais sobre anúncios? Fale com a Agência RS

 

Marketing Digital

Marketing viral, o que é e como criar?

23/05/2014
Blog-Viral

É um tipo de publicidade que tem grande repercussão, quando criada da forma certa!

Vírus não é apenas um microorganismo que pode afetar o organismo humano ou de uma máquina, mas também pode ser considerado uma “febre”, “tendência” entre uma sociedade e é nessa definição que o marketing viral se encaixa. Ele consiste no compartilhamento de informação sobre um determinado produto ou serviço de forma rápida e entre muitos.

Continue lendo

Marketing de Conteúdo

O que são meta tags e qual sua importância para o SEO

22/05/2014
Meta tags e SEO

Antes de entrar no conceito de Meta Tag vamos desmembrar a palavras. O Meta, presente em Meta Tag, é um prefixo que designa mudança, tanto pode ser o que vem antes ou o que vem depois, uma sucessão ou evolução. Já o Tag vem do inglês e significa rótulo, etiqueta, orientação. Logo, Meta Tags são etiquetas que orientam e situam no espaço.

Uma Meta Tag usada na computação é formada por linhas de códigos em HTML que informam sobre o conteúdo do site e servem de orientação para os buscadores. Continue lendo

Social Media

O que sua empresa não deve fazer nas redes sociais

21/05/2014
Redes-sociais

Dicas do que não se deve fazer nas mídias sociais também são importantes!

O ingresso das instituições privadas nas mídias sociais vem se tornando cada vez mais freqüente e mais erros são cometidos e visualizados pelos clientes. Então, é necessário ficar atento a algumas “gafes” sérias, que podem ser muito prejudiciais ao seu negócio. A seguir listamos algumas delas:

Continue lendo

Marketing Digital

O que são Long Tail Keywords e como elas podem te ajudar

19/05/2014
SEO

Para conseguir atrair a atenção do consumidor o primeiro passo é aparecer na busca orgânica. O Google é o canal com maior volume de buscas e por isso estratégias de links patrocinados, campanhas de marketing e blogs estruturam suas palavras-chaves pensando nele.

As Keywords (palavras-chave) estão presentes durante todo o processo de otimização, elas estão nos textos dos sites, nos blogs e nos anúncios. O papel delas é fundamental para ganhar posições na sua área de atuação. Continue lendo

Marketing Digital

Como elaborar boas chamadas?

16/05/2014
Blog-chamadas-eficientes

Para o internauta ter curiosidade em seus conteúdos, a chamada deve despertar sua atenção.

Para alcançar respostas, temos que fazer perguntas, certo? Então, não seria diferente com a questão: “como fazer uma boa chamada para meus conteúdos?”. O início dessa trajetória começa com o que seu cliente quer com as publicações. Que tipo de público vai ler?  Estará promovendo a venda de quais produtos e serviços? É importante saber esses aspectos para formular um título objetivo e eficiente.

Continue lendo

Marketing Digital

Quais as vantagens de estar bem posicionado na busca orgânica

15/05/2014
Busca orgânica

Geralmente quando se começa uma campanha de Marketing Digital as atenções para publicidade se voltam para o maior canal de divulgação no mundo digital, o Google. Para conseguir aparecer no Google e conquistar novos clientes existem duas estratégias principais SEO e Links patrocinados.

Tanto o SEO quanto os Links patrocinados trazem muitas vantagens, na verdade um não exclui a participação do outro, eles são estratégias complementares. Vamos falar hoje das vantagens de otimizar o seu site a partir de estratégias de SEO.

Para quem não sabe um analista de SEO usa diversas técnicas para subir suas posições na busca orgânica. Então, por exemplo, se você tem um e-commerce de relógios o ideal é aparecer na primeira página da busca orgânica do Google toda vez que algum usuário digitar “comprar relógios”, “relógios importados” ou alguma marca que você venda na sua loja. Geralmente, os usuários não olham os resultados de busca que aparecem na terceira ou quarta página. Então, estar bem posicionado é fundamental para ganhar a atenção do usuário.

Credibilidade da marca

Apesar do trabalho de SEO demorar um pouco para mostrar resultados ele é muito importante. Estar nas primeiras posições da busca significa que o Google confia em você e te dá um status de autoridade no assunto. Caso você consiga corresponder a essa expectativa a rentabilização do seu site vai aumentar muito.

As vantagens de estar nos primeiros lugares não se restringem à conversão, os efeitos se estendem ao nome da marca. Isso acontece, porque quando você atinge esse patamar se cria um efeito cascata, mais pessoas visitando e comprando no seu site significa mais visibilidade e mais credibilidade. Mas claro que para isso acontecer é preciso aliar SEO com as mídias sociais e outras estretégias de marketing digital.

Conversão específica

Outra grande vantagem de usar SEO para estar bem posicionado na busca orgânica é a quantidade de palavras-chave em que você pode estar posicionado sem pagar por uma campanha de links.

Com essas estratégias você pode tentar focar tanto em palavras bem específicas, que costumam gerar muita conversão, quanto em palavras mais abrangentes. Geralmente palavras mais abrangentes costumam ser muito caras em uma campanha de links.

Ganhar a confiança dos clientes

A confiança que um site na busca orgânica tem relação com o fator busca natural. Como quem está ali não pagou para aparecer o cliente já confia mais no seu site. O Google é tão poderoso que ele carrega esse poder de formador de opinião, se ele está te posicionando bem quer dizer que ele confia em você e essa confiança é transmitida ao usuário. Para o Google conseguir definir se você é ou não um bom site que vai corresponder às expectativas do cliente ele analisa uma série de fatores, por isso o trabalho de SEO costuma levar tempo, porque antes do Google te dar o status de site confiável, você precisa mostrar a ele que é relevante e conseguirá suprir as necessidades do usuário.

Qualidade das conversões

No quesito conversões o SEO sai na frente dos Links patrocinados, mas ele perde no volume de vendas. Ficou confuso? Vamos explicar.

A taxa de conversão é avaliada a partir do número de pessoas que entraram no seu site e realizaram a compra. No SEO essa taxa costuma ficar entre 3%, enquanto a de Links pode ficar em torno de 1%. Isso quer dizer que 3% das pessoas que entram através da busca orgânica convertem, enquanto as que entram por links convertem 1%.

Apesar disso, Links costumam gerar um maior número de vendas, porque ter o poder de atrair mais pessoas que estão dispostas a comprar.

Quer saber mais sobre estratégias de SEO e campanhas de Links patrocinados? Entre em contato com a Agência RS!

 

Social Media

Youtube Marketing

14/05/2014
youtube-mkt-blog

Os vídeos são uma ótima forma para atrair internautas e a principal rede para encontrá-los é o Youtube!

Com um mundo cheio de informação, o que procuramos são fontes mais rápidas com conteúdo relevante, assim como o Youtube, uma rede social e de compartilhamento de vídeos. O interessante é que esse meio não é propício para comerciais televisivos, mas sim para produções informativas, entretendo e contando algo atrativo para o público alvo.

Para se ter noção da grandiosidade da rede, o Youtube está em segundo lugar como mais acessada, ficando atrás apenas do Facebook. Ou seja, muitas pessoas navegam pelos vídeos postados e para conseguir conquistar Leads através dessa rede você deve ter algum conteúdo disponível nela.

A publicidade nesse canal além de eficiente, é econômico, pois o serviço só é pago a partir do momento em que alguém visualiza sua publicação. Ao vê-la é indispensável os primeiros momentos serem relevantes e prenderem a atenção do internauta até o fim. Além disso, é imprescindível que o vídeo seja de qualidade, feito com os aparelhos tecnológicos apropriados e seja criativo.

Outro fator que não pode ser esquecido é de ler os regulamentos do site, afinal, quem vai querer que a sua criação seja tirado do ar por causa de alguma defasagem de regras?

Usando essa rede de forma corporativa há muitas vantagens que podem ser exploradas: visibilidade para marca, conscientização sobre alguma questão relacionada à empresa, informatização de novos clientes entre outros.

Um bom exemplo é a marca Açaí Frooty cujo canal de vídeos está no Youtube:

Após analisar as vantagens do Youtube marketing, que tal começar a produzir vídeos criativos e estratégicos?

Close
Please support the site
By clicking any of these buttons you help our site to get better